Você conhece a Ultra Aprendizagem?

É possível aprender o mesmo conteúdo de um curso universitário estudando sozinho em apenas um ano? O canadense Scott Young quis testar um novo método de ensino que chamou de ultralearning que a pessoa define como e o que quer aprender e provar que SIM é possível!

Scott criou uma estratégia de aprendizado acelerado que ajuda a desenvolver habilidades em tempo recorde, que permite ao empreendedor do futuro adquirir rapidamente habilidades que permitem o posicionamento de forma diferenciada no mercado de trabalho.

A estratégia inclui intensidade, que são táticas para maximizar a eficiência no aprendizado e autodirecionamento, isto é, você é responsável por aquilo que quer e aprender e como quer aprender. Assim, a responsabilidade do aprendizado é apenas sua e não de um professor, escola, etc.

Para provar que sua estratégia é eficiente, Scott se desafiou de aprender o mesmo conteúdo que os alunos de ciências da computação do MIT (Massachussetis Institute of Technology) em apenas 12 meses e sem gastar nada. Esse aprendizado, foi feito a partir de vídeos que eram oferecidos gratuitamente pela instituição de ensino.

Outra forma que Scott usou para aplicar seu método foi ficar um ano sem falar seu idioma nativo para aprender 4 idiomas novos, vivendo em lugares diferentes do mundo, que foram Espanha, China, Coréia do Sul e Brasil.

Esta técnica bem sucedida está disposta no livro Ultralearning, que ainda não possui tradução brasileira.

Como se tornar um Ultralearner – 9 princípios

  1. Metalearning: Primeiro desenhe um mapa. Comece aprendendo como aprender o assunto ou a habilidade que deseja abordar. Aprenda como fazer uma boa pesquisa e como aproveitar suas competências passadas para aprender novas habilidades mais facilmente.
  2. Foco: Afie sua faca. Cultive a capacidade de concentração. Defina partes do tempo em que você pode se concentrar no aprendizado e facilite isso.
  3. Diretividade: Siga em frente. Aprenda fazendo o que você quer ser bom. Não troque por outras tarefas, apenas porque são mais convenientes ou confortáveis.
  4. Exercício: ataque o seu ponto mais fraco. Seja implacável ao melhorar seus pontos fracos. Divida habilidades complexas em pequenas partes; então domine essas partes e construa-as novamente.
  5. Recuperação: Teste para aprender. Testar não é simplesmente uma maneira de avaliar o conhecimento, mas uma maneira de criá-lo. Teste a si mesmo antes de se sentir confiante e esforce-se para recordar ativamente as informações, em vez de analisá-las passivamente.
  6. Feedback: Não se esquive dos socos. O feedback é duro e desconfortável. Saiba como usá-lo sem deixar seu ego atrapalhar. Extraia o sinal do ruído, para que você saiba o que prestar atenção e o que ignorar.
  7. Retenção: Não encha um balde com vazamento. Entenda o que você esquece e por quê. Aprenda a lembrar as coisas não apenas por enquanto, mas para sempre.
  8. Intuição: Cavar fundo antes de construir. Desenvolva sua intuição através do jogo e da exploração de conceitos e habilidades. Entenda como o entendimento funciona e evite recorrer a truques baratos de memorização para evitar o conhecimento profundo das coisas.
  9. Experimentação: explore fora da sua zona de conforto. Todos esses princípios são apenas pontos de partida. O verdadeiro domínio não vem apenas de seguir o caminho trilhado por outros, mas de explorar possibilidades que eles ainda não imaginaram.

Em breve vamos postar conteúdos sobre cada um dos passos.

Até lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *